Caixas eletrônicos: cuidado deve ser redobrado

Desde o início deste ano já ocorreram mais de nove ataques a caixas eletrônicos em Curitiba e Região Metropolitana e, a cada dia, novas explosões acontecem. Para o proprietário de um estabelecimento que disponibiliza esse tipo de serviço e para os seus usuários, medidas preventivas são recomendadas, como observar o local de instalação da máquina, quais procedimentos adotar no caso de um assalto e, principalmente, como contribuir para a segurança do local.

Segundo Jorge Fernandes, encarregado de segurança do Grupo PoliService, empresa especializada em segurança patrimonial, o usuário deve considerar fatores importantes no momento de escolher um caixa para realizar qualquer movimentação bancária, como, por exemplo, locais com grande circulação de pessoas e horários de maior movimento. “No período noturno as melhores opções são os shoppings. Nestes estabelecimentos, também, quase sempre, os caixas estão localizados em locais afastados das portas de acesso, o que dificulta a saída e afasta os assaltantes”, afirma.  Outro fator importante é nunca reagir. “No caso de um assalto, vale mais à pena sacar e deixar o assaltante ir embora, do que colocar a vida em risco. Até porque, com o Boletim de Ocorrência, os bancos devolvem o valor roubado para o cliente”, destaca.

Além disso, no caso de empresas e estabelecimentos comerciais que possuem caixas eletrônicos, Fernandes ressalta que os riscos, quase sempre, são maiores que os benefícios. “A empresa, quando instala ou permite instalar um caixa nas suas dependências, está, na verdade, trazendo o assaltante para dentro do estabelecimento. Sei que é um benefício dado ao funcionário, mas é preciso pensar que, em prol de uma comodidade, está colocando em risco não apenas a estrutura física do local, como também a integridade de todos os colaboradores que, no momento da ação, encontram-se na empresa”, afirma.

Visando alertar os usuários e os proprietários de estabelecimentos, o especialista dá algumas dicas de segurança para evitar uma ação e para saber como proceder no caso de um possível assalto. Confira abaixo:

1)    Escolher um local apropriado: é preciso ir a um local com bastante circulação, como shoppings e supermercados;

2)    Prestar atenção aos horários: os assaltantes têm preferência por horários onde há pouca movimentação. Procure sacar dinheiro sempre em horário comercial, no horário de funcionamento das agências bancárias ou em shoppings, que têm funcionamento noturno;

3)    Procurar não utilizar caixas eletrônicos de agências bancárias durante os finais de semana, devido ao baixo fluxo de pessoas;

4)    Nunca reagir a um assalto e, no caso de uma ação com explosivos, procurar se proteger ou abrigar-se da melhor forma possível;

5)    Para os proprietários, se for realmente necessária a instalação de um caixa eletrônico dentro da empresa, procurar localizá-lo sempre com a entrada para a rua, pois caso haja uma ação, não há a entrada de assaltantes dentro das dependências do estabelecimento.