Higienização aérea realizada com técnicas de rapel é uma opção na hora da limpeza em grandes alturas

Com técnicas especiais, a limpeza em grandes alturas ganha método diferenciado. Por envolver atividades de risco, os trabalhos de higienização aérea devem ser feitos por equipes devidamente treinadas e empresas especializadas. A PoliService Higienização possui entre seus serviços, a higiene aérea por meio de técnicas de rapel. O método, inspirado em escalada esportiva, contribui para a limpeza de lugares onde a plataforma móvel ou andaimes não podem ser montados, devido a problemas de estrutura ou de irregularidades em terrenos.

A empresa oferece a higienização de fachadas, vidros e esquadrias, que pode ser realizada nos mais diferentes locais. Atualmente, os serviços são contratados por construtoras, condomínios e indústrias. Mas os trabalhos só podem ser executados com uma análise preliminar de risco que nosso Técnico de Segurança do Trabalho elabora um relatório de como executar o serviço com segurança da equipe. As atividades somente são operacionalizadas, quando a edificação oferece segurança com pontos de amarrações – chamados de parabolts – e pontos de fixação da linha de vida. Em lugares onde não há os parabolts ou o grau de risco de acidente é alto, a PoliService descarta a execução do trabalho.

O encarregado da equipe de vidros e rapel, Marcelo Andrade Nunes, comenta que para executar a atividade é necessário responsabilidade, atenção e treinamento. “Temos que ter muita concentração e verificar se todos os equipamentos estão em perfeitas condições de uso. É muito importante estar atento ao prazo de validade das cordas utilizadas e nunca armazená-las úmidas ou com resíduos de produtos químicos. Nós efetuamos treinamos de como executar os nós (amarrações), simulação de problema no equipamento, simulação de salvamento de colega em situação de perigo, uso corretos dos EPI’s“, finaliza.

O Grupo está sempre investindo em treinamentos e reciclagem em empresas certificadas na atividade de rapel. Atualmente, a PoliService Higienização conta com 12 rapelistas, e todos seguem os procedimentos de segurança que a atividade determina. Nossos profissionais precisam ter disciplina e cumprir todas as normas de segurança adquiridas nos treinamentos e jamais fazer brincadeira dentro da atividade, pois o risco de acidente é grande.